10 de outubro de 2010

Allan Kardec

Nascido na cidade de Lyon na França, no dia 3 de outubro de 1804, Léon Hippolyte Denizart Rivail sempre sentiu-se atraído pelos estudos da ciência e da filosofia.

Dotado de notável inteligência estudou na escola de Pestalozzi, em Yverdun (Suíça). Tornou-se um dos mais aplicados discípulos e, por vocação, desde os quatorze anos ensinava aos condiscípulos menos adiantados.
Foi com essas lições que se lhe desenvolveram as ideias, que mais tarde deveriam colocá-lo entre os homens do progresso e do livre pensamento. 

Concluídos os estudos, tornou à França; possuindo profundo conhecimento da língua alemã.

De 1835 a 1840, fundou em sua casa, na rua Sévres, cursos gratuitos de física, química, anatomia comparada, astronomia, entre outros. Empenhou-se em tornar atraentes e interessantes os sistemas de educação.

Antes que o Espiritismo lhe viesse popularizar o pseudônimo de Allan Kardec, havia ele, sabido ilustrar-se com trabalhos de natureza muito diversa, os quais tinham pôr finalidade esclarecer a massa popular, prendendo-a ainda mais ao sentimento de família e ao amor de pátria.

Em 1855, quando se começou a tratar das manifestações de Espíritos, Allan Kardec dedicou-se a observar fenômeno e cuidou principalmente de lhe deduzir as consequências filosóficas; entreviu de longe o princípio de novas leis naturais; aquelas que regem as relações entre o mundo visível e invisível.

Reconheceu, nas manifestações deste, uma das forças da natureza, cujo conhecimento devia projetar luz a uma infinidade de problemas considerados insolúveis. Finalmente percebeu a relação de tudo aquilo com pontos de vista religiosos. 

As principais obras de Allan Kardec, que formam o pentateuco são:
O Livro dos Espíritos, para a parte filosófica, 1ª edição em abril de 1857.
O Livro dos Médiuns, para a parte experimental e científica, publicada em janeiro de 1861.
O Evangelho Segundo o Espiritismo, para a parte moral, publicada em abril de 1864.
O Céu e o Inferno, ou A Justiça de Deus segundo o Espiritismo, agosto de 1865.
A Gênese, os Milagres e as Predições, janeiro de 1868.
 Imagens: Capas editora IDE.

Fundou em Paris, no dia primeiro de abril de 1858, a primeira sociedade espírita regularmente constituída, com o nome de Societé Parisiense des Études Spirites, cujo o fim exclusivo era o estudo de tudo quanto pudesse contribuir para o progresso da nova ciência. 

Allan Kardec se defendeu de haver escrito sob a influência de ideias preconcebidas ou sistemáticas. Observou os fatos e das observações deduziu as leis que os regem; foi o primeiro que, a propósito desses fatos, estabeleceu teoria e constituiu em corpo de doutrina, regular e metódico. Demonstrou que os fatos, falsamente chamados sobrenaturais, são sujeitos as leis, os subordinou à categoria dos fenômenos da natureza, e fez ruir, assim, o último reduto do maravilhoso, que é uma das causas da superstição. Durante os primeiros anos de preocupação com os fenômenos espíritas, foram estes mais objeto de curiosidade que de meditações sérias.
  
O que é o Pentateuco de Kardec?
Por: Adão Nonato.

Idioma: Português.
Tempo: 7min.
Gênero: Documentário.

Clique na imagem ao lado para iniciar a apresentação do vídeo.



A aparição da obra O Livro dos Espíritos data a verdadeira fundação do Espiritismo, que até então só possuía elementos esparsos, sem coordenação, e cujo o alcance não tinha sido compreendido pôr todos. Também foi desde aquela época que a doutrina prendeu a atenção dos homens sérios e adquiriu rápido desenvolvimento.

Em pouco tempo, as ideias espíritas contavam com numerosos aderentes nas classes sociais e em todos os países.

Desde longos anos sofria do coração, que reclamava, como meio de cura, o repouso intelectual, com pequena atividade material. Ele, porém, inteiramente entregue às obras, negava-se a tudo o que lhe roubasse um instante das suas ocupações de predileção. Nele, como em todas as almas de boa têmpera, a lima do trabalho gastou o aço do invólucro.

O corpo, entorpecido, recusava-lhe os serviços; mas o espírito, cada vez mais vivaz, mais enérgico, mais fecundo, alargava-lhe o círculo da atividade. Na luta desigual a matéria nem sempre podia resistir.

Trabalhador infatigável, sempre o primeiro a iniciar o trabalho e o último a deixá-lo, Allan Kardec desencarnou no dia 31 de março de 1869. Um homem desapareceu da terra, mas o seu grande nome tomou lugar entre as ilustrações do século e um culto espírito foi retemperar-se no infinito, onde aqueles, que ele próprio havia consolado e esclarecido, lhe esperavam a volta com impaciência.
 
O Espiritismo:
de Kardec aos dias de hoje.

Idioma: Português.
Tempo: 53min.
Gênero: Documentário/biografia
Ano: 1995.

Clique na imagem ao lado para iniciar a apresentação do vídeo.
 

Fonte/referência:
- CENTRO ESPÍRITA ALLAN KARDEC. Biografia. Disponível em: <http://www.ceallankardec.org.br/bio%20AK.htm#Biografia> Acesso em: set. 2012.
- ESPIRITISMOGI. Biografia de Allan Kardec. Disponível em: <http://www.espiritismogi.com.br/biografias/Allan.htm> Acesso em: set. 2012.
- NONATO, Adão. O que é o Pentateuco de Kardec. Biografia de Allan Kardec. Produção: Rede Mundo Maior. Disponível em: <http://www.youtube.com/watch?v=ZTgGNruG7Qs> Acesso em: set. 2012.

Nenhum comentário:

Postar um comentário